Itibere

Itiberê Zwarg

Nascido na capital paulista em 1950, Itiberê foi introduzido na música pelo pai, Antônio Bruno Zwarg, compositor e músico. No final dos anos 60 até início dos 70, participa dos trios "Xangô Três" e "Bossa Jazz Trio". Em 1977 começa um novo e grande ciclo de música ingressando no "Hermeto Pascoal & Grupo", onde se mantém até hoje. A partir de 1982 viaja com "Hermeto Pascoal & Grupo" em turnês anuais pela Europa, América e Japão; participa de workshops e oficinas de Hermeto na França, Alemanha, Suíça, Estados Unidos.

Com Hermeto grava nove discos: "Zabumbebum A"; "Montreaux ao Vivo"; "Cérebro Magnético"; "Hermeto Pascoal & Grupo"; "Lagoa da Canoa"; "Só não Toca Quem Não Quer"; "Brasil Universo"; "Festa dos Deuses" e "Mundo Verde Esperança". Itiberê inicia em 1992 sua carreira de compositor e arranjador. Assina o CD "Variasons", de "Gilson Macedo"; participa do CD "De Onde Vens", da cantora "Ivetty Souza", e do CD "Cordas Cruzadas" do quarteto "Maogani" de violões, entre outros.

Em 1999 cria a "Itiberê Orquestra Família". Em 2001 lança o primeiro CD duplo "Pedra do Espia", da "Itiberê Orquestra Família", onde assina como compositor, arranjador e regente.

Em novembro de 2005, lança o segundo CD duplo: "Calendário do Som", com 27 músicas extraídas do livro homônimo de "Hermeto Pascoal". Em 2005, Itiberê foi contemplado com a bolsa Vitae – Compositor. Em 2006 aprova projeto de lançamento do seu segundo CD com a "Itiberê Orquestra Família", fazendo uma turnê por vários estados do Brasil, finalizando em Montevidéu e Buenos Aires. Esse projeto foi o "Programa Natura Musical".

Ganhou também, pela Petrobras, um projeto para a confecção de um Songbook com CD de suas composições feitas nas suas "Oficinas da Música Universal". Itiberê realiza a prática da "Música Universal" no espaço Estúdio Praia de Botafogo, onde através de metodologia própria tem possibilitado desenvolver uma geração de talentos. Vide Oficina da Música Universal.